Rensga

Goiás vai ganhar primeiro complexo de Esports

Estado também terá representante no Circuito Desafiante, que equivale à série B do Campeonato Brasileiro de League of Legends.

Até o final deste ano, o Estado de Goiás terá o seu primeiro complexo totalmente dedicado ao Esports, com direito a gaming center, escolinha presencial, produtora de eventos, clube de associados e um time profissional. A estrutura faz parte de uma série de ações de um grupo de jovens empresários goianos, que além de apaixonados por games, também enxergam o grande potencial da região para o futuro dos jogos eletrônicos no Brasil.

O time goiano já tem nome e vaga garantida no Circuito Desafiante, que equivale à série B do Campeonato Brasileiro de League of Legends. Primeira equipe completamente sediada em Goiânia, o Rensga Esports vai usar o modelo de gaming office, um escritório onde a equipe, formada por sete jogadores e um técnico, vai treinar e jogar.

“Aos iniciantes no dialeto goiano, Rensga é um termo usado para demonstrar espanto intenso e admiração por algo feito. Um nome que casa perfeitamente com a nossa vontade de fazer a região se despontar ainda mais no eSports”, ressalta Djary Veiga, um dos idealizadores do projeto e principal organizador de eventos da modalidade no Estado.

O time

A Rensga Esports chega ao Circuito Desafiante com time de peso. Na liderança estará o técnico Robert “WizardKira” Oliveira, de 29 anos. Natural de Aracruz-ES, 29 anos, já fez parte das equipes Power Team, Sons of Tzu, Iron Hawks e WP Gaming. O topo será comandado por Luis “Deoxys” Souza, paulista de 21 anos e com passagens pelas organizações, WP Gaming, Keyd Warriors e Sons of Tzu.

De Lisboa, capital de Portugal, Renato “Kaiba” Oliveira será um dos caçadores. Com 21 anos, foi destaque nas equipes Hexagone eSports, Boa Vista eSports e PROCOM. A outra vaga de caçador será ocupada por Walter “Walza” Zanetti, de apenas 20 anos e uma das revelações da nova geração de gamers.

No meio, o Rensga terá o gaúcho Elvis “Pilot” Soares, de 19 anos, ex-jogador da Red Academy. Natural de Andradas-MG, Davi ”Davi” Rosalino, 21, será um dos atiradores e vai reforçar o time goiano com a experiência adquirida no Team Freedom, IDM Gaming e WP Gaming. A outra vaga de atirador será ocupada pelo goianiense Julio “Juliera” Abreu, 18 anos, ex-jogador do Sons of Tzu e do LCM.

“Com o complexo pronto, queremos dar suporte para o Rensga chegar à elite do campeonato brasileiro. Não vai demorar muito e já estaremos lutando não só pela supremacia no League of Legends, mas também por vagas em campeonatos internacionais”, completa o empresário Helder Henrique, um dos criadores do projeto.